Notícias

Na Expointer, Tortelli pede revogação de decreto que prejudica produção leiteira

  • 31/08/2017
Category:

Notícias

O deputado estadual Altemir Tortelli (PT) participou na última terça-feira (29) da reunião do Grupo de Trabalho sobre a cadeia produtiva do leite das Comissões de Economia, Desenvolvimento Sustentável e do Turismo e de Agricultura Pecuária e Cooperativismo. O encontro aconteceu na Casa da Assembleia Legislativa na Expointer, em Esteio, e foi coordenado pelo deputado Zé Nunes, que propôs a criação do GT.

O engenheiro agrônomo e vice-presidente da Associação Gaúcha de Laticinistas e Laticínios (AGL), Ernesto Enio Budke Krug, fez o primeiro depoimento e trouxe dados alarmantes sobre a importação de leite em pó do Uruguai e da Argentina em detrimento do produto produzido aqui no Estado. Segundo Krug, em 2015, o Rio Grande do Sul importou do Uruguai 27 milhões de quilos de leite; já em 2016, a importação bateu os 50 milhões de quilos.

Tortelli criticou ainda a falta de compromisso do atual governo federal com o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). O PAA foi criado em 2003, no primeiro ano do governo Lula, e é uma ação para colaborar com o enfrentamento da fome e da pobreza no Brasil e, ao mesmo tempo, fortalecer a agricultura familiar. “No passado, o PAA chegou a comprar R$ 70 milhões em leite dos agricultores familiares, mas em 2016 e 2017 a compra foi zero. A gente pode entender que existe um movimento claro por parte dos governos federal e estadual de eliminar aqueles agricultores com menor capacidade de produção”, alertou o deputado.

Tortelli ainda concordou com os demais deputados presentes na reunião de que é preciso ações efetivas contra as políticas tributárias adotadas pelo governo estadual que prejudicam os produtores de leite do Rio Grande do Sul. “Se essa política de Sartori continuar, aproximadamente 40 mil agricultores familiares gaúchos abandonarão a produção leiteira”, complementou o parlamentar.

Na quarta-feira (30), também na Expointer, Tortelli participou de um ato político ao lado de outros parlamentares, agricultores familiares, gestores municipais, dirigentes de cooperativas, de sindicatos rurais e de movimentos sociais para cobrar soluções à crise da cadeia produtiva de leite no Rio Grande do Sul. Todos pediram a extinção imediata do decreto do governo estadual de junho do ano passado que baixou a alíquota do ICMS de 18% para 12% para importação de leite. Ao final do ato, agricultores familiares vinculados à Fetraf-RS e ao Movimento dos Pequenos Agricultores realizaram um protesto em frente a casa do governador no Parque Assis Brasil, onde acontece a feira.

Texto: Carlos Machado (MTE 17.159)

 

 

Tags: , , , , ,